Dicas

Criptomoeda: o que é uma moeda digital?

Você sabe o que é moeda digital? Descubra mais sobre o assunto, hoje, e confira como funciona esse tipo de ativo que vem conquistando cada vez mais investidores!

Anúncios

Aprenda o que é e como funciona uma criptomoeda, a moeda digital! 

o que é moeda digital
Como funciona a moeda digital. Fonte: Unsplash.

O que é moeda digital? Essa é uma pergunta cada vez mais relevante ante o surgimento de cada vez mais moedas desse tipo que podem ser bastante lucrativas.

Embora não sejam novidade – uma vez que o lançamento ocorreu ainda em 2008 – as moedas digitais ainda geram muitas dúvidas. É que o público em geral começou a tomar conhecimento delas nos últimos anos, quando notícias sobre a valorização delas tomaram os jornais e as publicações voltadas a investidores.

Uma vez que ninguém quer ficar para traz, saber o que é moeda digital é o primeiro passo. Somente depois, então, é possível saber como investir nelas e quais delas realmente se destacam. Ou seja, é necessário começar pelo começo.

Por isso hoje, então, trouxemos para você um pequeno manual sobre as moedas digitais. Abaixo, então, conheça mais sobre elas e saiba como elas podem ser o pontapé inicial para fazer seu dinheiro render e suas finanças crescerem!

Logo BPI fundo branco

Como solicitar o cartão de crédito BPI Prémio?

O cartão BPI Prémio conta com programas de descontos em lojas conveniadas, bandeira Visa internacional, além de outros benefícios exclusivos. Veja como solicitar!

O que é uma moeda digital?

o que é moeda digital
Veja mais sobre o mundo das moedas digitais. Fonte: Unsplash.

Uma moeda digital é um tipo de dinheiro que diferentemente daquelas que conhecemos normalmente – como Dólar, Euro, Real, Peso e afins – não pertencem a uma nação. Elas, assim, não possuem correspondente físico.

Da mesma maneira, elas não possuem gerenciamento por um órgão nacional, como é o caso do Banco Central, que regula a moeda brasileira. Por isso, elas são gerenciadas por grupos que lançam a moeda.

A moeda digital, aliás, é criptografada. Isto é, quando você possui uma moeda desse tipo, como é o caso do Bitcoin, ela possui um código que a representa, uma vez que você não a terá em mãos de forma física.

É esse código, então, que resguarda a moeda e que comprova que você possui um título desse tipo. Ele serve tanto para representar a moeda quanto para resguardá-la. Com isso, somente você pode ter essa chave que, por sua vez, possui correspondência financeira.

Como funcionam as criptomoedas?

Como vimos acima, as criptomoedas são virtuais. Ou seja, elas não são físicas e você não pode simplesmente chegar em um comércio e pagar suas transações com esse tipo de moeda. Afinal, ela não está presente no mundo das coisas, sendo apenas um código virtual.

Dessa forma, as moedas digitais existem apenas na internet e elas não estarão na sua conta corrente, por exemplo. Da mesma forma, elas não são passíveis de resguardo em cofres ou em outros meios normais com os quais lidamos com moedas tradicionais.

Isso não significa, contudo, que elas não tenham valor! Muito pelo contrário, elas são como ativos financeiros que correspondem a quantias em dinheiro (geralmente em dólares) e que variam. Isto é, em um dia podem valer mais e em outro menos, como é natural nas moedas comuns e nacionais que operam mediante a Bolsa de Valores.

Assim, essas moedas são administradas e adquiridas por meio de carteiras digitais que são administradas por agências corretoras específicas. 

Para obter uma criptomoeda, então, é necessário comprá-las. Para isso você abre uma conta, primeiramente, em uma corretora de moedas virtuais. A partir disso, então, é possível começar negociações para obtenção das moedas.

O valor das criptomoedas, aliás, varia de acordo com a sua escassez. E isso é natural no mercado e no mundo capitalista, em que algo ganha valor justamente por não estar disponível para todos e, por isso, por ser escasso.

Moedas digitais são seguras?

Imagem de moeda digital com fundo roxo
Saiba tudo as moedas digitais. Fonte: Unsplash.

Depende. Assim como outros ativos do mundo financeiro elas também possuem suas vantagens e desvantagens. Ou seja, elas tanto podem ser seguras quanto não e isso dependerá muito do tipo de moeda que se está analisando.

Considere que por não terem um lastro oficial e dispensarem o gerenciamento de um órgão como Banco Central, as moedas digitais são mais voláteis. Isto é, elas podem ter grandes alterações.

Ainda, caso o grupo responsável pelo seu gerenciamento não tenha experiência ou não tome as precauções necessárias pode causar prejuízos aos investidores. Para começo de conversa, é claro, pode levar à perda de dinheiro.

Além disso, podem ser a abertura para golpes, como nos casos em que as agências se valem dos dados dos seus agenciados para acessar suas moedas digitais.

Por outro lado, uma vez que as criptomoedas têm ganhado cada vez mais fama, também são cada vez mais observadas. E isso é essencial para que haja o aumento da segurança que elas ofertam, uma vez que estão sendo mais observadas e são foco de muita gente.

Para garantir, então, o acesso ao que é moeda digital de um modo seguro, sempre busque o auxílio de agências corretoras de criptomoeda que tenham uma boa fama no mercado. Busque indicações de outros investidores, saiba qual é a fama da empresa perante o público e, assim, tenha acesso a um serviço seguro que pode fazer seu dinheiro render muito!

Como garantir a segurança ao investir em moedas digitais?

Em primeiro lugar é necessário fazer uma pesquisa sobre as moedas digitais. Aliás, essa pesquisa deve levar em consideração tanto como elas funcionam, quais são os tipos disponíveis no mercado e quais são as que apresentam maiores valores ou menor variação.

Ainda, é interessante conhecer quais são as regras por trás de cada uma delas, bem como quem são os seus gerenciadores e responsáveis.

Nesse sentido, também é de extrema importância conhecer quais são as características da agência corretora. Isto é, quais as taxas que cobra, como é sua fama no mercado e qual é a opinião de outros clientes que fazem negócios com ela.

Dessa forma é possível, sim, investir em moedas digitais sem que isso traga grandes riscos. Ou melhor, sendo que esses riscos se restrinjam à valorização da moeda.

Por fim, nossa última dica é: vá com cuidado. Comece com investimentos menores e variados, de forma a não concentrá-los todos nas moedas digitais, mas também sem deixá-las de lado! No entanto, se estiver buscando por outras opções interessantes para suas finanças, veja qual a melhor opção a partir do post comparativo a seguir.

Logo BPI fundo rosa

Cartão BPI ou BPI Prémio: qual o melhor?

Quer escolher entre o cartão BPI ou BPI Prémio e não sabe por onde começar? Pois saiba que ambos oferecem vantagens incríveis, como cobertura internacional e descontos em parceiros. Compare aqui suas características!

Em Alta

content

Cartão Millennium BCP Classic ou Millennium BCP Platinum: qual o melhor?

Seja o cartão Millennium BCP Classic ou Millennium BCP Platinum, ambos oferecem vantagens Visa, mas com diferentes benefícios extras. Confira!

Continue lendo
content

Como solicitar o Crédito Pessoal Santander Totta?

O crédito Santander Totta permite contratação online, por telefone e presencial. Veja como contratá-lo e mais detalhes sobre ele!

Continue lendo
content

Como solicitar o cartão de crédito NB Verde Dual?

Confira o passo a passo de como solicitar o cartão NB Verde Dual e, assim, garantir um cartão de crédito com duas bandeiras e sem anuidade!

Continue lendo

Você também pode gostar

content

Guia completo para comprar passagem Ryanair: Dicas e melhores preços

Comprar passagem com a Ryanair é fácil, rápido e que pode ser realizado em poucos minutos. Não perca a oportunidade de saber como economizar!

Continue lendo
content

Como comprar criptomoeda SafeMoon?

Conheça o passo a passo para como comprar criptomoeda SafeMoon, um dos modelos mais promissores, e veja quais carteiras a disponibilizam.

Continue lendo
content

Rendimento Social de Inserção: o que é?

Descubra agora mesmo o que é o Rendimento Social de Inserção. Este é um benefício para auxiliar pessoas em estado de carência grave!

Continue lendo